Pressão Baixa: Sal faz Bem? O que Comer e O que fazer!



Veja o que fazer e o que comer com a Pressão Baixa e quando surge aquela dor de cabeça!

Quem nunca sentiu tontura e escurecimento da visão logo após se levantar subitamente? Esses são os sintomas mais comuns de quem sofreu uma ocorrência de hipotonia arterial – pressão baixa.

A pressão arterial é o resultado das contrações e relaxamentos da musculatura cardíaca. Logo, a hipotensão é resultante da redução da atividade cardíaca em bombear o sangue para o organismo.

Embora não receba a mesma atenção dos quadros de hipertensão, a hipotensão arterial merece ser observada, pois pode ser um alerta do organismo para problemas graves e, em circunstâncias específicas, até pode matar.

A partir de quanto é considerada a hipotensão arterial?

É considerada hipotensão quando atinge valores igual ou inferior a 9 por 6(90 mmHg x 60 mmHg).

O valor 10×6 pode ser considerado normal, porém consulte seu médico para ter certeza.

Causas da Pressão Baixa

Muito além da hipotensão postural (variação súbita da pressão quando se levanta), outras causas podem estar associadas, tais como:

– Hemorragias;

– Infecções;

– Queda da taxa de açúcar no sangue – hipoglicemia;

– Desidratação;

– Uso de medicamentos diuréticos.

Quando em ambiente de temperaturas muito elevadas, o indivíduo também pode apresentar quadro de baixa pressão arterial, devido a dilatação das artérias, exigindo menor esforço da musculatura cardíaca para circulação do sangue.

Sintomas

Não é sempre que a hipotensão arterial se manifesta de forma sintomática.

Entretanto, há alguns sinais que inspiram atenção, como a tontura, suor frio, fraqueza, visão turva, entre outros.

Esses sinais podem ser indicadores de outras doenças, e devem ser submetidos a avaliação médica para o diagnóstico e tratamento apropriado.
doenca de parkinson beta bloqueadores antidepressivos narcoticos alcool hipotiroidismo doencas na paratiroide insuficiencia adrenal



O que fazer?

Assim como nos casos de doenças crônicas como hipertensão e diabetes, a hipotensão, ou seja, a estabilidade da pressão arterial em níveis normais, depende de ações que afetam a qualidade de vida do indivíduo.

Alimentação equilibrada e atividades físicas regulares certamente devem ser adotados como medida de tratamento e prevenção.

Em situações agudas, a pessoa deve ser colocada em posição horizontal de maneira que suas pernas fiquem elevadas em relação ao tronco, facilitando a circulação sanguínea.

O que comer?

Popularmente, a ingestão de sal é recomendada aos acometidos pela queda de pressão. Tal recomendação é válida para ocorrências pontuais, mas não devem se tornar um hábito, a não ser que haja acompanhamento médico para tanto.

O aumento na ingestão de líquidos é muito importante para a prevenção das ocorrências de hipotensão.

É aconselhável que a alimentação seja rica em sais minerais e vitaminas.

O sódio deve também ser inserido na dieta, não ultrapassando a porção diária recomendada (cerca de 1.500mg/dia).

Pressão baixa na gravidez

A sua ocorrência durante o período gestacional é frequente e não deve ser tratado com maiores preocupações.

Assim como outras alterações sofridas pelo organismo durante a gestação, a baixa pressão nada mais é do que uma adaptação do corpo para a nova situação.

Dada a necessidade de abastecer a placenta, os vasos sanguíneos são naturalmente dilatados pelo corpo para facilitar o fluxo sanguíneo.

Com a dilatação, a pressão arterial diminui.

No ciclo gestacional se intensificam as recomendações de aumento na ingestão de líquidos – tanto mais quanto o calor for excessivo e houver perda de líquidos – para evitar desidratação.

O acompanhamento médico é fundamental para controle da pressão arterial durante a gravidez.

Clique aqui agora para ver as especialidades e áreas da Medicina