Doenças Causadas por Fungos: Sintomas, Prevenção e Tratamento

virus

Veja a enfermidade que ataca pele, unha e cabelos:




Os fungos são seres vivos que podem viver em harmonia com os seres humanos. No entanto, em condições pré-estabelecidas, o fungo pode começar a se sentir a vontade para se reproduzir, causando dano. Este tipo de cenário provoca por exemplo, a micose.

A micose é um tipo de doença bem incomoda, capaz de gerar vários problemas, seja para o visual da pele ou mesmo para a saúde do organismo como um todo, em alguns casos. Este tipo de infecção é provocada por fungos, como se sabe – mais especificamente, a partir da reprodução acelerada dos mesmos.

Eles, também conhecidos como bolores, são organismos uni ou pluricelulares, que podem causar diversas doenças para o ser humano, de variados níveis de gravidade – desde uma simples irritação na pele até conduzir alguém a complicações que podem gerar óbito.

protozoários


pr

Estes seres podem ser microscópicos ou macroscópicos. Vamos conhecer ao longo deste artigo as principais doenças causadas por fungos e as suas formas de tratamento.

Existem diversos tipos de fungos na natureza. Com relação ao habitat, os fungos buscam locais úmidos e quentes. São os locais ideais para o desenvolvimento. A transmissão ocorre em locais como chuveiros públicos, piscinas, saunas, dentre outros. Quanto aos sintomas, é possível dizer que a alteração de tonalidade da pele é um indicador. Também predominam as coceiras. Saiba tudo sobre estes organismos ao longo do texto.

Principais doenças :

Uma doença causada por fungo pode possuir uma variedade enorme já que existem muitos tipos deste organismo, seja de fungos causadores de doenças, seja de partes do corpo que podem sofrer o problema.

Existem muitas micoses que atingem extremidades, como as unhas das mãos e dos pés. Para tanto, existem diversos tipos de tratamentos. Alguns exemplos de doenças:



pr
  • Frieiras: esta infecção costuma atingir o pé, entre os dedos. Também pode atingir a mão e a virilha. A principal característica desse tipo de micose é o conjunto de problemas como a coceira, o odor característico e o vermelhidão. O tratamento costuma ser relativamente fácil, com aplicações de pomadas até 2 vezes por dia;
  • Pano branco ou micose de praia: Esta é uma doença relativamente simples e de fácil tratamento. O pano branco apresenta manchas na pele, normalmente na cor branca, fazendo com que a pele fique com uma aparência diferente do habitual;
  • Aspergilose: este tipo de infecção pode causar um problema respiratório, já que a forma de infecção é essa. Esse tipo de infecção é causada no homem e em outros animais, afetando diretamente os pulmões e sendo perigosa, se não tratada;
  • Candidíase: esta é uma doença que requer atenção, costuma atingir uma parte do corpo humano em específico. Uma das mais comuns é a candidíase vaginal, capaz de atacar 3 de cada 4 mulheres ao longo da vida da mesma. O curioso é que essa doença não é uma DST (doença sexualmente transmissível), apesar de algumas pessoas terem essa impressão equivocada. Outros locais propensos a este tipo de infecção são o esôfago, o pênis, a boca e muitos outros;
  • Histoplasmose: apresenta sintomas variados e é causada pelo fungo Histoplasma capsulatum, gerando uma hiperplasia. Dentre os principais sintomas, é possível considerar cenários como febre, acidentes respiratórios, digestivos, cutâneos, dentre outros. Com relação a esta doença específica, não há meios para prevenção;
  • Esporotricose: esse tipo de infecção pode atingir várias partes do corpo ao mesmo tempo. Afeta vasos linfáticos. Pode surgir após contatos com gatos de rua;
  • Peniciliose: esta infecção afeta todo o organismo, causando, em casos mais graves, óbito. É mais comum em países da Ásia, como a China;
  • Mucormicose: Esse tipo de fungo pode causar uma infecção pulmonar grave;
  • Onicomicose: esse tipo de micose ataca as unhas e é normalmente causado por leveduras. Pessoas que possuem o sistema imunológico mais frágil podem sofrer muito com esse tipo de problema, conduzindo até a óbito.

amebiase

Sintomas :

Com relação aos sintomas, é possível dizer que os mesmos sempre deixam vários rastros, por assim dizer. É importante citar, ainda, que é bem variado considerar as características de qualquer doença fúngica, principalmente por conta da complexidade ser bem maior ou bem menor. A região afetada pela doença também acaba condicionando os sintomas.

Por exemplo, uma extremidade infectada, como uma unha tende a ficar em uma cor mais amarelada, mudando a sua tonalidade – e, consequentemente, facilitando o diagnóstico.

Outros tipos de sintomas existentes são vermelhidão excessiva, feridas, fissuras e inchaço, em outras regiões, como na virilha, por exemplo.

Tratamento:

O tratamento a ser escolhido vai depender de vários fatores, mas principalmente da extensão da doença. Caso a infecção seja bastante elevada, é necessário que o tratamento seja por meio de medicamentos. Caso não seja o caso, medicamentos sem prescrição médica podem ser suficientes para resolver o problema.

Esses medicamentos sem prescrição médica, em alguns casos, são autorizados. É o caso de medicamentos tópicos, como pomadas e cremes, capazes de reverter a proliferação de fungos na superfície da pele.

Portanto, para o tratamento de algumas doenças, podem ser utilizados medicamentos de vários tipos. Por exemplo, medicamentos de uso tópico e também medicamentos por ingestão.

A maioria das doenças causadas por fungos é de fácil tratamento, com medicamentos de uso no local. Entretanto, algumas doenças podem se tornar mais graves, especialmente se não tratadas ou tratadas inadequadamente.

Receita caseira :

Algumas pessoas usam dentes de alho fresco e amassado, para o tratamento da infecção com fungos, com bom resultado.

Prevenção :

Nem toda infecção fúngica pode ser prevenida. Como costuma acontecer com qualquer tipo de doença, a prevenção é a melhor saída. Trata-se de uma opção mais barata, mais saudável e mais inteligente.

Para prevenir micoses, seguem as seguintes dicas:

  • Evitar andar descalço. Andar descalço facilita a entrada de fungos no organismo, pela região dos pés, vulnerável a entrada;
  • Evitar usar roupas molhadas. As roupas molhadas podem ser os cenários ideais para a proliferação deles, pois são ambientes úmidos e relativamente quentes;
  • Evite ambientes coletivos propícios a proliferação destes organismos, como banheiros, duchas e piscinas públicas.

Para conhecer tudo sobre fungos: Clique aqui



Recomendado para você:

Loading...


Política de Privacidade


Alimentação
Receitas
Frases, Mensagens e Imagens
Cachorros e Raças
Emagrece ou Engorda?
Shake
Suplementos
Tattoos
Esportes