Proteína C Reativa: O que É, Valor de Referência e Ultra Sensível!

sintomas pcr alto e febre pediatria recem nascido

Veja o que é o exame da Proteína c Reativa e valores de referência da positiva, elevada, alta, ultra sensível e quantitativa:

O que é :

Essa é uma proteína que também é conhecida como PCR.

Ela é produzida pelo fígado e fica presente em poucas quantidades no sangue, mas, quando surge uma infecção ou inflamação no organismo, ela pode aumentar muito no sangue.

O principal motivo para se pedir o exame PCR é quando existe alguma suspeita de infarto, apendicite ou algumas outras situações.

Isso porque o resultado positivo para Proteína C Reativa elevada pode acabar indicando chances bem maiores de derrames, por exemplo.

É importante lembrar que esse não é um exame que vai mostrar exatamente o tipo de infecção ou então inflamação que se tem no organismo, mas, caso surja um aumento nos valores, significa que o corpo do paciente está tentando combater algum tipo de agente agressor.

sensivel elevada em bebe


pr

Isso acontece porque a Proteína C Reativa pode ficar alta no sangue por diversas situações de inflamações.

Por isso, é essencial que o médico investigue sobre o que gerou esse problema.

Proteína C Reativa elevada / alta:

Isso acontece quando surgem processos inflamatórios no corpo e pode estar ligada a muitas situações.

Por exemplo: presença de fungos, vírus, bactérias, HPV, reumatismo, entre outros.

Abaixo você vai conhecer alguns valores da PCR e seus possíveis significados:

PCR de 3 a 10 mg/L:

É possível a presença de alguma infecção rápida, como gripe, por exemplo.

PCR de 10 a 40 mg/L:

Esse valor pode ser sinal de alguma infecção grave, como catapora, por exemplo.




Acima de 40 mg/L:

Normalmente é a presença de alguma infecção bacteriana.

Acima de 200 mg/L:

É quando a preocupação e cuidado deve ser ao máximo, isso porque esse valor pode significar alguma situação grave e que chega a risco de vida, como septicemia.

Caso seja confirmado que a PCR está realmente elevada é preciso que o médico continue o acompanhamento para compreender melhor o problema que causa a alta dessa proteína no sangue do paciente. Ou seja, cada sintoma pode representar um problema diferente. Por exemplo: o paciente não está se alimentando direito e ainda sente mal estar, é possível que ele tenha apendicite. Depois que identificado, o médico encontrará o tratamento mais indicado para determinada doença.

Se o PCR chegar a mais de 200 mg/L pode ser necessário que o paciente precise ficar internado, isso é normal nesses casos. Normalmente ele começa a se elevar dois dias depois do início da infecção e, quando inicia o tratamento com antibiótico, o médico normalmente aguarda dois dias e observa se o medicamento está fazendo efeito. Caso contrário é bem provável que ele mude o tratamento.

Conheça algumas doenças que podem fazer com que a dosagem de Proteína C Reativa seja alta:



pr
  • Apendicite;
  • Linfoma;
  • AVC;
  • Artrite reumatoide;
  • Queimadura;
  • Tuberculose;
  • Infarto do miocárdio;
  • Pancreatite aguda;
  • Sepse;
  • Infecções bacterianas;
  • Inflamação no intestino.

Proteína C Reativa ultra sensível:

pcr alto cancer pcr positivo dengue

Outro tipo de exame referente à Proteína C Reativa que pode ser realizado é o ultra sensível. Isso acontece quando o médico precisa avaliar o risco de o paciente ter algum problema cardiovascular, como AVC, por exemplo.

Esse exame é solicitado quando o paciente não aparenta nenhum problema e está saudável. Através dele o médico consegue descobrir quantidades mínimas de PCR existentes no sangue.

Esse é um método mais preciso para medir a Proteína C Reativa. É preciso acompanhar os resultados e se alertar de acordo com as informações abaixo:

Menos de 1,0 mg/dL:

Nessa caso, o paciente corre baixo risco.

De 1,0 a 3,0 mg/dL:

O paciente tem risco médio.

Acima de 3,0 mg/dL:

Significa alto risco para o paciente.

Caso o paciente pareça estar saudável, mas acaba apresentando valores da Proteína C Reativa ultra sensível elevados, ele corre risco de desenvolver alguma doença arterial periférica ou então acabar sofrendo um AVC, por exemplo. A dica é manter uma alimentação saudável independente do resultado do exame.




Valor de referência:

É importante saber que o valor de referência da Proteína C é de até 3mg/L. Mas é importante lembrar que algumas situações podem fazer com que o resultado tenha uma elevação que pode ser considerada normal, é o caso de pessoas que praticam muita atividade física, idosos e obesos.

Lembrando que essa elevação pode não apresentar nenhum problema de saúde. Por isso a necessidade de passar por um médico, somente ele pode confirmar se o paciente apresenta um problema ou não.

A Proteína C Reativa relacionada a acidentes cardiovasculares:

Os níveis altos de Proteína C Reativa podem estar ligados a acidentes cardiovasculares, como AVC e ataque cardíaco, mesmo que o paciente tenha o LDL baixo, que é considerado o colesterol ruim. Ou seja, para que a pessoa corra menos risco de um derrame ou infarto, o ideal é que tenha tanto a Proteína C Reativa como o LDL baixos.

Com os níveis bem elevados de ambos ou somente da Proteína C Reativa a probabilidade de sofrer um acidente cardiovascular é muito grande.

Em comparação a uma pessoa que não tenha nenhum desses índices altos, o risco é de seis até nove vezes maior.

exames para detectar

Os níveis da proteína podem aumentar por conta de atitudes que podem ser evitadas e outras que devem ser acompanhadas por um médico, como:

  • Fumo;
  • Obesidade;.
  • Diabetes;.
  • Hipertensão.

Por isso, é essencial o cuidado com a saúde e acompanhamento médico. A alimentação saudável, prática de exercícios físicos e a interrupções de hábitos como fumar podem ajudar muito a manter a taxa de LDL (colesterol ruim) e também o nível de Proteína C Reativa baixa. Em caso de qualquer problema ou dúvida é preciso procurar imediatamente um médico.

Um pouco sobre a Proteína C Reativa baixa:

Quando o resultado do exame mostra um nível baixo é porque não existe nenhum processo infeccioso ou então inflamatório no corpo do paciente.

Aliás, a dosagem baixa mostra que a pessoa corre menos risco de sofrer com doenças cardiovasculares, como AVC.
É importante lembrar que somente um médico pode avaliar os resultados de exames de Proteína C Reativa.

É ele quem vai chegar às considerações finais sobre o melhor tratamento e o risco de cada paciente.

Procure retornar ao médico que fez a solicitação do procedimento, isso porque ele já conhecerá o histórico de seu paciente.
Conheça a técnica de exame de imagem por transdutor aplicada na gravidez, fisioterapia, cardiopatia, mamografia e região abdominal no nosso link:Veja aqui



Recomendado para você:

Loading...


Política de Privacidade


Alimentação
Receitas
Frases, Mensagens e Imagens
Cachorros e Raças
Emagrece ou Engorda?
Shake
Suplementos
Tattoos
Esportes

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5.00 de 5)
Loading...