Dengue Hemorrágica: Prevenção, Diagnóstico, Fotos e Tratamento!

síndrome do choque da

Veja os sintomas e causas da enfermidade que provoca sangramentos:

O que é :

Ela ocorre quando a pessoa é infectada com o vírus da doença e que por este motivo apresentará alterações em sua coagulação sanguínea. Estas alterações provocarão sangramentos em diversas partes do corpo da pessoa, em especial, no nariz, ouvido, olhos e gengiva.

Este tipo de doença geralmente acomete pessoas que já foram picada pelo mosquito anteriormente. A diferença entre elas sobretudo, começará a aparecer a partir do 3º dia de contágio, no qual iniciarão as hemorragias pelo corpo.

Esta é uma doença que tem cura, porém devido a sua gravidade ela deve ser tratada o mais rápido possível, caso contrário o paciente poderá ser levado à óbito. De acordo com os dados estatísticos do Ministério da Saúde, cerca de 5% das pessoas com esta enfermidade morrem.

Como se pega :

A única forma de se contrair a forma hemorrágica da doença é através da picada do mosquito Aedes aegypti, por este motivo é importante realizar as medidas preventivas a fim de se evitar a presença deste mosquito em nosso meio.

imagens de pessoas com


pr

Ciclo de transmissão:

O ciclo de transmissão da doença inicia-se com a fêmea do mosquito Aedes aegypti depositando seus ovos em lugares que contenham água parada. Em seguida, as larvas saem dos ovos e permanecem na água por cerca de uma semana.

Depois disto, elas se transformam em mosquitos adultos, e estes são os responsáveis por picar as pessoas e infectá-las com o vírus, caso piquem alguém já infectado.

Estes mosquitos vivem em média 45 dias, e procriam-se rapidamente, portanto evitar deixar água parada é a melhor maneira de prevenir a doença.

Depois de ser picada pelo mosquito, a pessoa demora entre 3 e 15 dias para começar a manifestar a doença, sendo mais comum entre o 5º e 6º dia após a infecção.

A transmissão do vírus quase nunca ocorre em temperaturas baixas. As temperaturas mais propícias para a transmissão gira em torno dos 30ºC. É exatamente por este motivo que esta doença é predominante em países de clima tropical e subtropical.

Medidas preventivas :



A fim de se evitar a não só este, como também os outros tipos de dengue, aconselha-se a evitar locais de epidemia da doença, além disso existem outras medidas preventivas que poderão ser realizadas, tais como:

  • Fazer uso de repelentes, podendo inclusive ser caseiro, tais como a andiroba, cravo-da-índia, citronela e óleo de soja;
  • Acender velas de citronela nos cômodos da casa diariamente;
  • Colocar telas de proteção nas janelas e portas da residência;
  • Colocar areia nos vasos de plantas;
  • Ingerir vitaminas do complexo B;
  • Consumir alimentos ricos em vitamina K;
  • Manter os ralos fechados e se possível, jogar um pouco de desinfetante com frequência em cada um deles;
  • Manter as calhas das casas limpas;
  • Deixar as latas de lixo sempre tampadas;
  • Não deixar água parada em lugar algum;
  • Limpar os terrenos, remover tampinhas, latas e todos materiais capazes de acumular água.

Vale ressaltar que quando se realiza as medidas preventivas corretamente a pessoa além de impedir o seu contágio ao vírus, impedirá o contágio também de outras pessoas. Sendo assim, pode-se dizer que a prevenção se dá coletivamente.

É importante também que estas medidas sejam realizadas sobretudo, durante o verão, que é a estação mais quente do ano, e na qual há a maior incidência da doença.

Esta doença é contagiosa: :

A resposta é não. Para a pessoa ser infectada com o caso hemorrágico é necessário que ela seja picada pelo mosquito Aedes aegypti, já contaminado, assim como nos outros tipos da doença.

Sintomas :

Os sintomas deste tipo da doença são inicialmente semelhantes aos da clássica. A partir do 3º dia a febre cessa e surgem os primeiros sinais desta enfermidade, que são:



pr
  • Sangramentos no nariz, ouvidos, gengiva e até mesmo nos intestinos;
  • Presença de pintinhas vermelhas sobre a pele;
  • Vômitos frequentes;
  • Dor abdominal aguda;
  • Pele úmida e fria;
  • Olhos vermelhos;
  • Boca seca;
  • Sede constante;
  • Pulso fraco e rápido;
  • Falta de ar;
  • Confusão mental;
  • Queda de pressão arterial.

consequencias do no organismo humano

Ao observar estes sintomas, a pessoa deverá se dirigir ao hospital ou consultar um médico o mais breve possível, visto que, o grande inimigo do tratamento, neste caso, é o tempo.

Diagnóstico :

O diagnóstico da doença hemorrágica, poderá ser realizado mediante a observação dos sintomas apresentados pelo paciente, porém deve ser confirmado através de exames clínicos, tais como exame de sangue e a prova do laço. Este último consiste em apertar o braço do paciente com uma fita e após 5 minutos, observar a quantidade de pintinhas vermelhas que aparecerão em um quadrado de 2,5 cm por 2,5 cm. Caso a quantidade de pintinhas vermelhas seja igual ou superior a 20, a pessoa estará com dengue hemorrágica.

Dentre os itens avaliados através do exame físico que podem levam o médico a uma suspeita desta enfermidade estão:

  • Olhos vermelhos;
  • Presença de erupções cutâneas;
  • Pressão baixa;
  • Pulsação rápida e fraca;
  • Hepatomegalia (fígado aumentado);
  • Garganta avermelhada;
  • Inchaço das glândulas.
Loading...

Quanto aos exames clínicos, os mais solicitados são:

  • Contagem de plaquetas;
  • Testes sorológicos;
  • Teste de coagulação;
  • Hematócrito;
  • Eletrólitos;
  • Enzimas do fígado;
  • Ultrassonografia abdominal;
  • Raio X do tórax.

Como é o tratamento :

Aconselha-se que o tratamento desta enfermidade seja realizado no hospital devido a facilidade em se administrar a medicação diretamente na veia do paciente.

epidemiologia da
Porém, dependendo da gravidade da doença, não é necessário realizar a internação do paciente.

De modo geral, o tratamento é iniciado dentre as 24 horas após o surgimento das hemorragias.

Este é feito com a administração de injeções de soro diretamente na veia do doente, além da utilização de oxigênio e transfusões de sangue.

Uma vez diagnosticada com esta doença, o Ministério da Saúde aconselha o paciente a fazer uso de medicamentos contendo ácido acetilsalicílico (AAS) em sua composição, de anti-inflamatórios, tais como o ibuprofeno e de antitérmicos como a dipirona.

Durante o tratamento é imprescindível que o paciente tome bastante líquido, a fim de evitar ficar desidratado. Em casos de dores e febre, o médico poderá prescrever medicamentos antitérmicos, tais como o paracetamol.

O melhor tratamento para a dengue hemorrágica é ainda a adoção de medidas preventivas, tais como as que foram mencionadas anteriormente, visto que as principais causas da transmissão se dá a partir do descuido da população, sobretudo, frente a água parada.

Deve-se reforçar ainda, que as medidas preventivas são coletivas, ou seja, de nada vale você realizá-las em sua residência e seu vizinho não realizar na dele.

Sendo assim, mesmo todos tendo conhecimento desta doença, torna-se necessário a realização de campanhas publicitárias a fim de relembrar as pessoas da gravidade da desta e de seu papel no combate à mesma.

Para conhecer as outras doenças: Clique aqui


Recomendado para você:

Loading...


Política de Privacidade


Alimentação
Receitas
Frases, Mensagens e Imagens
Cachorros e Raças
Emagrece ou Engorda?
Shake
Suplementos
Tattoos
Esportes