Ansiedade: O que é, Causas, Sintomas Físicos e Tratamento!

e depressão

Veja como o excesso desta emoção normal pode virar uma enfermidade:




Esta é a doença conhecida como mal do século. Para ser bem sincero, é bem provável que, por pelo menos uma vez na vida, a maioria das pessoas já tenham passado por alguma crise dessas. Porém, em alguns, essa doença toma conta da mente. Conheça mais sobre a ansiedade e veja como combatê-la, caso você a possua.

O que é:

Antes de qualquer coisa, devemos entender do que se trata essa doença. Para iniciar, saiba que ela é uma emoção comum do ser humano. Tomar uma decisão difícil no ambiente de trabalho ou lidar com algum imprevisto pode gerá-la.

Porém, a preocupação excessiva com problemas aparentemente pequenos pode gerar uma dor de cabeça constante. Isso desencadeia o transtorno de ansiedade.

Uma pessoa que está passando por isso sente uma dificuldade enorme de lidar com questões relativamente simples. O medo e a aflição excessiva tomam conta dos pensamentos e isso, infelizmente, acaba virando uma doença.
o que é


pr

Ela é muito parecida com a preocupação. Só que, ela dura muito mais tempo e começa a se manifestar em dificuldades pouco significantes. Isso é algo grave, e só quem passa por isso sabe que ela não é nada querida.

De acordo com a CID — Classificação Internacional de Doenças — ela é sim um mal que deve ser combatida com terapia e remédios, caso seja necessário.

Sintomas:

Quando alguém está passando por uma crise deste tipo, ela sente alguns sintomas no corpo. Entre eles estão:

  • Aceleração dos batimentos cardíacos e o bombeamento mais rápido do sangue no corpo;
  • Dilatação da pupila;
  • Agitação dos membros do corpo, principalmente os braços e pernas;
  • Preocupação irreal com os problemas;
  • Problemas para dormir;
  • Irritabilidade;
  • Dificuldade em manter o foco no que está fazendo;
  • Descontrole de pensamentos;
  • Nervosismo constante.

Se você vê a ocorrência frequente de, pelo menos, três desses sintomas, é recomendado procurar um psicólogo para diagnosticá-lo.

Caso não seja tratada com eficiência, ela pode se tornar uma doença generalizada — que é quando ela persiste ao longo do tempo e passa a interferir no seu convívio social.

Crises:

Para saber se você está enfrentando uma crise, note quando você não consegue controlar os seus pensamentos (que, na maioria das vezes, são irreais). O maior empecilho de uma pessoa que passa por uma crise é mensurar a realidade dos problemas.

Se você está com um sentimento intenso de que algo ruim acontecerá, mesmo que nada indique isso, é provável que esteja passando por este problema. Além disso, a pessoa sente que pode enlouquecer ou ter um ataque do coração a qualquer momento. Tudo isso acaba dificultando sua rotina.

O ideal é sempre procurar uma ajuda específica sempre que você estiver passando por alguma dificuldade que não esteja conseguindo controlar sozinho. E lembre-se esta é uma doença e deve ser tratada corretamente.

Como Controlar:

Existem métodos que podem ser utilizados para controlar uma crise deste tipo. Um deles é a respiração. Respirar profundamente e realizar algumas repetições disso fazem com que o seu corpo receba mais oxigenação. Assim, ele ficará mais calmo.



pr

Outro benefício disso é que a sua mente ficará focada na respiração, fazendo com que os pensamentos ruins sumam.

Caso seja possível, tire 5 minutos em um lugar silencioso e faça uma meditação. Da mesma maneira o seu corpo acalmará.

Tem cura:

Apesar de que muitos acreditam que terão que conviver com esse mal, é possível ser curado completamente deste problema. Ela é uma doença originária da mente, e, quando seus pensamentos forem tratados, todos os sintomas desaparecerão com o tempo.

Como tratar:

Como dito acima há cura para esse mal. Você pode fazer algumas mudanças em sua rotina, como:

  • Diminuir a jornada de trabalho semanal;
  • Investir em mais momentos de lazer;
  • Praticar atividades físicas;
  • Ingerir mais alimentos naturais.

transtorno de
Além disso, existem métodos que você pode começar a exercitar hoje mesmo em sua casa, que são:

  • Cuidar dos seus pensamentos: Saiba o que é real e o que não é.
  • Procure se basear nos fatos e não naquilo que você acha;
  • Mantenha o foco no presente;
  • Tome sol por pelo menos 15 minutos no dia;
  • Dedique mais tempo para seu cuidado pessoal;
  • Conviva por mais tempo com pessoas que você gosta;
  • Invista em alimentos com triptofano, como queijo, amendoim e castanhas;
  • Faça exercícios respiratórios;
  • Seja mais organizado.

Todos esses tópicos são importantes, porém, existe uma maneira de cortar os efeitos deste problema pela metade: melhorar a sua qualidade de sono. Dormir bem é importante para o corpo e uma noite bem dormida traz benefícios ainda maiores para quem sofre de ansiedade. Deixe o seu smartphone de lado e tenha horários regulares.

Loading...

Remédios de Farmácia:

Antes de listá-los, saiba que todos os remédios devem ser recomendados por um médico! Não faça a automedicação. Isso é perigoso e pode agravar ainda mais os sintomas.

Os remédios utilizados para o tratamento são os ansiolíticos e os antidepressivos. A ansiedade causa alterações nos neurotransmissores do cérebro, com isso, essas substâncias podem colaborar para a reorganização do que está alterado.

Naturais:

Além dos remédios vendidos na farmácia, você também pode optar pelo tratamento natural. Ele é igualmente efetivo e não produz efeitos colaterais. O chá, por exemplo, é um ótimo tranquilizante. Opte pelo:

  • Chá das folhas de maracujá ou o próprio suco;
  • Chá de brócolis;
  • Chá de erva-cidreira.

Eles são ansiolíticos naturais, que irão ajudá-lo a se livrar dessa doença.

A homeopatia também é recomendada, já que ela tratará os sintomas específicos da sua ansiedade. Afinal, apesar de ser uma doença comum, cada paciente possui seus traumas peculiares que a desencadearam.

E por último, mas não menos importante, temos o floral. Ele é um tratamento natural criado por Edward Bach, que visa diminuir a influência de 38 tipos diferentes de sentimentos negativos. Entre eles, o problema central do texto está incluída.

Como cada paciente é único, somente um profissional da mente pode ajudá-lo a escolher qual é o mais indicado para o seu caso. Realizando algum tipo de teste e conversando com você, a melhor escolha será feita, converse com seu psicólogo e médico.

Para conhecer as outras doenças: Clique aqui

Clique aqui para conhecer tudo sobre a gastrite nervosa, causas, sintomas, tratamento e o que comer


Recomendado para você:

Loading...


Política de Privacidade


Alimentação
Receitas
Frases, Mensagens e Imagens
Cachorros e Raças
Emagrece ou Engorda?
Shake
Suplementos
Tattoos
Esportes

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem votos ainda, vote!)
Loading...