Clonazepam: 2mg, 5mg, Para que Serve, Preço e Posologia!

quantas gotas pode matar

Veja como utilizar o medicamento para distúrbio epiléptico e da síndrome de Lennox-Gastaut :

No mundo atual, são raras as pessoas que não tenham necessitado de suporte psicológico alguma vez na vida.

Com o dinamismo das mudanças e a rapidez das ações, muitos acabam se sentindo sufocados pelo cotidiano o que, por sua vez, afeta sua saúde física e psicológica.

O número de doenças psiquiátricas cresceu exponencialmente nos últimos anos e isso já não é mais tabu entre as pessoas.

A medicina tem acompanhado a necessidade da população, sempre disponibilizando os maiores avanços, na intenção de amenizar os problemas que afetam uma grande gama de pessoas.

Nesse sentido, o uso de medicamentos voltados para o tratamento de transtornos psicológicos também cresceu.

Seja para crises de ansiedade ou para crises de epilepsia, os remédios controlados têm auxiliado a população no controle de doenças psiquiátricas.

superdosagem de fármacia popular


pr

Entre os mais utilizados, temos este fármaco, que age no sistema nervoso central do indivíduo, de modo a tratar diversos sintomas, além de ajudar no relaxamento muscular.

Este medicamento vem dividindo opiniões pelo país. Por ser um agente atuante no sistema nervoso central, muitos profissionais se sentem inibidos a utilizá-lo em tratamentos longos, pelo risco de dependência.

Porém, uma outra leva de médicos defende os benefícios do remédio, reiterando que, se usado com acompanhamento médico, esse medicamento tende a melhorar a qualidade de vida do paciente, já que ele colabora com a diminuição de crises epilépticas ou ansiedade, com o relaxamento muscular e como um tranquilizante, podendo ser usado como remédio para dormir.

Conheça mais deste medicamento. Entenda quais são seus benefícios e também as contraindicações de uso, bem como o modo certo de utilizá-lo.

Para que serve:

Esse medicamento é indicado nos casos de:

Epiléptico:

O remédio pode ser usado isoladamente ou ainda associado no tratamento de crises assim denominadas (acinéticas, mioclônicas, ausências atípicas e típicas). No caso de crises clônicas, tônico-clônico secundárias ou generalizadas, parciais simples ou complexas, este medicamento é usado no tratamento entrando como terceira linha.

Ansiedade:

Este medicamento atua como um ansiolítico geral nos casos:

  • Pânico (distúrbio);
  • Fobia ao meio social.





Humor:

  • Transtorno bipolar afetivo;
  • Mania;
  • Depressão.

Psicóticas:

  • Acatisia.

Pernas inquietas:

  • Equilíbrio;
  • Vertigem;
  • Boca ardente.

(vômitos, zumbidos, náuseas, quedas, hipoacusia, hiperacusia, hipersensibilidade a alguns sons, plenitude aural, diplacusia, distúrbio da atenção auditiva, e outros)

Os benefícios:

É um medicamento controlado, daqueles que possuem tarja preta. Ou seja, só podem ser comprados com a apresentação (e posterior retenção) da receita médica.
tomar com água

Isso permite que o uso seja acompanhado por um profissional, que saberá orientar o paciente na posologia adequada à necessidade individual.

Esse remédio faz parte da classe química dos benzodiazepínicos, que atuam como tranquilizantes, atuando no sistema nervoso central.

O uso é indicado para uma série de enfermidades que se utilizam de sua característica para minimizar desconfortos e sintomas graves de doenças psiquiátricas.

Partindo do princípio de que os benzodiazepínicos são tranquilizantes, conseguimos compreender que alguns efeitos paralelos ao esperado no tratamento aconteçam. Isso pode ser excelente, já que o uso de um medicamento pode favorecer na redução de sintomas de outros problemas.

Devido à baixa na atividade nervosa, ele responderá com uma série de reações que melhorarão a qualidade de vida do paciente. Há estudos que compreendem que o uso deste princípio ativo tem sido benéfico na redução da pressão arterial, principalmente por aqueles que apresentam picos de hipertensão causados por irritação ou ansiedade.

Além disso, o uso desse medicamento melhora consideravelmente as dores musculares, frutos de rigidez e tensão, pois ele atua como um relaxante dos músculos.

Perceba que o medicamento traz benefícios que vão além de sua proposta inicial. Vale a pena compreender como ele atua no organismo e quais são as vantagens que lhe trará.

Atente-se, também, às contraindicações. Muitos medicamentos não podem interagir com outros, portanto, principalmente se você já faz uso de algum remédio, não esqueça de informar seu médico sobre ele.

Contraindicações:

Todos os remédios possuem contraindicações. Considerando que o mesmo é um medicamento que atuará diretamente no sistema nervoso central, é importante ficar atento sobre as negativas de seu uso. Converse com seu médico sobre a possibilidade do uso mas saiba que, caso tenha alguma das contraindicações abaixo, o remédio não deverá ser utilizado.



pr
  • Tendo histórico de alergia à benzodiazepínicos ou a qualquer componente da fórmula;
  • Caso tenha doença grave dos pulmões ou fígado;
  • Caso tenha glaucoma agudo de ângulo fechado. Pessoas com glaucoma de ângulo aberto, em alguns casos e com orientação médica, podem fazer uso da medicação.

Bula de um jeito bem fácil de entender:

  • O que esperar: inibição de forma leve de inúmeras funções no sistema nervoso, ele terá ação anticonvulsivante, sedação leve, efeito tranquilizante e de relaxamento muscular.
  • Como armazenar: mantenha o mesmo local seco e arejado, ao abrigo do sol e longe da umidade.
  • Validade: O prazo é de (24) vinte e quatro meses após a fabricação, que vem na caixa impressa. Nunca utilizar caso tenha o prazo passado.
  • Grávidas e lactantes: informe ao seu médico no caso de engravidar durante o tratamento. Também o informe sobre amamentação, caso ele prescreva o medicamento.
  • Administração: Respeite a orientação do seu médico, cumprindo os horários, as doses e a duração do tratamento.
  • Interrupção do tratamento: não faça a interrupção por conta própria. É importante que o médico oriente sobre o modo que o medicamento deve ser eliminado do organismo, fazendo a diminuição gradual do mesmo. A interrupção imediata pode causar efeitos negativos, como a precipitação de crises.
  • Reações adversas: caso sinta qualquer reação extremamente incômoda ao usar o medicamento, informe seu médico. Ele poderá reavaliar a dose indicada. Observe as reações mais comuns: cansaço extremo, fraqueza, sonolência, diminuição muscular de força, tontura, coordenação motora alterada e lentidão.

drogasil pacheco droga raia

Como tomar:

Este medicamento pode ser ingerido com água, ou ser dissolvido (no caso de gotas) ou para evitar que fiquem presos na garganta.

Em hipótese nenhuma misture o remédio com bebidas alcoólicas.

O remédio é comercializado de duas formas: gota ou comprimidos. Teoricamente, o medicamento em gotas é absorvido mais rapidamente pelo organismo. Porém, também é possível utilizar o mesmo de modo sublingual, o que pode acelerar a absorção do remédio.

Não há uma determinação sobre qual das duas formas é mais eficiente. Essas opções são mais voltadas para a necessidade de cada paciente, considerando faixa etária e desenvolvimento físico.

Por exemplo, idosos e crianças se dão melhor com medicamentos em gotas. Já os adultos não terão tanta dificuldade de deglutição, podendo utilizar a forma em comprimidos. Veja as principais diferenças entre os formatos do medicamento.

Gotas:

Por que vale um aviso específico para o produto em gotas? Simples. Pelo risco de erro na dosagem. Qualquer medicamento em gotas pode confundir o paciente na hora de fazer a posologia.

Loading...

Para evitar essa questão, peça orientação ao seu médico caso ele prescreva o remédio nessa forma.

De qualquer maneira, entenda que 1 mL equivale à 25 gotas. Verifique qual a dosagem indicada e goteje a quantidade necessária.

O frasco deve ficar na posição vertical, para que o paciente consiga controlar a quantidade de gotas que pretende. Não chacoalhe ou bata no fundo do frasco. O próprio vidro deixará cair a quantidade correta, correspondente à 0,1 mg do medicamento (o equivalente à 1 gota).

Comprimidos 0,5 mg e 2 mg:

A outra forma comercializada são os comprimidos. São apresentados nas dosagens de 0,5 mg (embalagem com 30 ou 60 comprimidos) ou 2,0 mg (embalagem com 20, 30 ou 60 comprimidos). As orientações de conservação são as mesmas, revalidando o aviso sobre a validade.

Efeitos colaterais:

Os maiores efeitos que envolvem o medicamento, se dão pela baixa atividade do sistema nervoso central.

Pode ocorrer do paciente se tornar letárgico, o que deve ser informado ao médico imediatamente.

Ele poderá reavaliar a dose ou suspender o uso do medicamento.

Outras reações podem ser apresentadas, também relacionadas à lentidão da resposta do sistema nervoso central.
dormir profundamente
Elas podem atuar na ordem neurológica, psiquiátrica e até hepática. Veja quais são as principais.

  • De ordem neurológica: aumento de sono, diminuição da coordenação motora, afonia, coma, movimentos dos olhos de forma anormais, movimentos coreiformes, diplopia, coma, dificuldade na fala, disartria, hemiparesia, enxaqueca, coordenação anormal, aparência de olho de vidro, hipotonia, nistagmo, dificuldade de fala, tremor, perda do equilíbrio, vertigem, depressão
  • De ordem psiquiátrica: confusão, amnésia, libido aumentada, histeria, insônia, vontade de cometer suicídio, irritabilidade, ansiedade, concentração prejudicada, alucinações, disforia, distúrbio de memória, labilidade emocional, libido diminuída, desinibição orgânica, psicose, nervosismo, depressão, despersonalização, lamentações. Vale lembrar que os efeitos sobre o comportamento podem ocorrer com maior probabilidade em pacientes com história de distúrbios psiquiátricos.
  • De ordem respiratória: congestão pulmonar, respiração ofegante, infecções nas vias superiores áreas, bronquite, rinite, dispneia, hipersecreção nas vias respiratórias superiores, congestão nasal, rinorreia, faringite, tosse.
  • De ordem cardiovascular: dor torácica e palpitações.
  • De ordem dermatológica: queda de cabelo ou aumento de pêlos, erupção cutânea, do tornozelo e edema facial.
  • De ordem musculoesquelético: dores, lombalgia, mialgia, nucalgia, fratura traumática, fraqueza muscular e tensões.
  • Diversos: desidratação, febre, perder ou ganhar peso, resultando em engorda ou emagrecimento, deterioração geral, reação alérgica, linfadenopatia, infecção viral e fadiga.

Preço:

reço pode variar, dependendo do fabricante, distribuidor do medicamento e da dosagem apresentada.
Não é um remédio caro, podendo variar de R$ 2 a R$ 20 reais.

Também é possível adquiri-lo na rede, através das farmácias municipais, que têm convênio com os governos estaduais e federal.

Nesses casos, é possível obter o medicamento gratuitamente. Informe-se em sua cidade.

Para conhecer tudo sobre os outros remédios, basta: Clicar aqui

Clique aqui para conhecer o rivotril, 2mg, para que serve, bula e efeitos colaterais


Recomendado para você:

Loading...


Política de Privacidade


Alimentação
Receitas
Frases, Mensagens e Imagens
Cachorros e Raças
Emagrece ou Engorda?
Shake
Suplementos
Tattoos
Esportes

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5.00 de 5)
Loading...