Dieta para Colesterol Alto: Como Fazer para Baixar com Cardápio!

baixar triglicerídeos e de cenoura

Veja como funciona o plano alimentar para estabilizar as taxas de gordura sanguíneas:

Este é um dos males que mais assombra a população nos últimos tempos. Por ser diretamente relacionado à doenças coronarianas, muitas mortes por AVC e enfarte tem sido causadas por suas altas taxas. E quando este está muito elevado, também conhecido como hipercolesterolemia, é uma doença onde o organismo apresenta níveis elevados de LDL, o chamado “colesterol ruim”.

Quando os níveis de LDL estão altos, os riscos também aumentam. Esse aumento de gordura ruim no sangue pode levar ao entupimento de artérias e ocasionar doenças mais graves, como a aterosclerose. É importante ficar de olho nos níveis de colesterol presentes em seu organismo.

Para isso, consulte um médico e solicite que ele faça exames de sangue específicos, que medirão essas taxas. Por não apresentar sintomas significativos, o colesterol pode ser uma doença silenciosa, que acarretará grandes problemas se não for tratado.

Para eliminar esse mal, o paciente pode recorrer à alguns recursos. Em casos mais latentes, os medicamentos atuam com eficácia, reduzindo os níveis de colesterol ruim no sangue. Porém, mesmo com o uso de remédios, é indicado que sejam feitos exercícios físicos regularmente e que se adote uma dieta mais saudável. Em casos menos agressivos, é possível controlar o colesterol apenas com uma mudança na alimentação.

orientações nutricionais


pr

Essas dietas de baixa de LDL consistem em uma reeducação alimentar, principalmente quando os hábitos alimentares do paciente não são os melhores. Quando adotadas essas trocas, aumentará a quantidade de alimentos saudáveis, como as fibras e os peixes, e diminuirá os alimentos mais nocivos, como gorduras, açúcares e produtos industrializados.

O que é:

A dieta indicada para o controle do colesterol deve ser pobre em gorduras.

Assim, ela fará com que a circulação do sangue melhore, diminuindo os riscos de acúmulo de lipídios no organismo. Com isso, também diminui a probabilidade de ocorrência de doenças cardiovasculares.

Vale acrescentar que nem toda gordura no sangue é ruim. É importante que o organismo apresente uma quantidade mínima de colesterol, mas não do LDL.

O “colesterol bom”, como é conhecido o HDL, é fundamental para a absorção de certas substâncias.

Porém, os dois devem estar em equilíbrio no organismo. Os níveis devem estar abaixo de 190 mg/dl e isso é controlável, principalmente com a dieta correta e exercícios físicos.

Caso seu colesterol LDL esteja alto, é possível baixá-lo rapidamente comendo alimentos com baixo teor de gordura.


Entre eles, estão os produtos integrais, grãos, sementes, leites magros, peixes e frutas. Os alimentos ricos em gordura, como as frituras, embutidos e carnes vermelhas, devem ser eliminados da sua dieta de forma absoluta e irrestrita, pois ocasionam aumento dos níveis de LDL.

Para que serve:

Se alimentar de modo saudável é indicado à qualquer pessoa, mesmo para aqueles cujo colesterol está em níveis normais.

Porém, quanto mais alto estiver o LDL, maior é a necessidade de mudar os hábitos alimentares, de modo a também melhorar a qualidade de vida e diminuir os riscos de doenças coronarianas.

A dieta para baixar o colesterol é indicada à todos que apresentem níveis de LDL acima de 130 mg/dL.

Quanto maior o valor, maior será a mudança na rotina de alimentação. Os médicos já começam a incluir a dieta mesmo nos níveis mais baixos de gordura no sangue, tentando evitar o uso de medicação.

Por isso, esteja sempre em dia com os seus exames. Procure a orientação de um profissional, que saberá indicar a melhor maneira de inserir uma dieta em sua rotina.

alimentos que diminuem o de couve

Benefícios:

Mudar sua alimentação e adotar uma dieta mais saudável, é a melhor opção na maioria dos casos, pelo fato lógico de evitar a necessidade de medicação. Muitas vezes, apenas a dieta (aliada aos exercícios físicos regulares) é capaz de manter os níveis de colesterol em padrões seguros.

Lembre-se que o colesterol e os triglicerídeos não são vilões.

Ao contrário, eles são essenciais para o funcionamento do organismo, já que são responsáveis pela produção de novas células, vitamina D, hormônios e regulação da reserva de energia. O problema é o excesso.

Colesterol e triglicerídeos altos trazem prejuízos à saúde e a dieta correta pode mantê-los no padrão perfeito para o seu corpo.

Como baixar:

Para baixar o colesterol, é muito importante eliminar as substâncias ricas em gorduras e os produtos industrializados. Porém, apenas isso fará com que a diminuição demore um tempo maior que o imaginado.

Para potencializar os efeitos dessa dieta pobre em gorduras, invista em uma alimentação complementar, que seja rica em fibra e pectina.

A pectina é uma fibra solúvel, encontrada nas frutas. Aliada à ingestão de outras fibras, elas estimularão o funcionamento do intestino e a liberação de suco gástrico, de modo a quebrar com mais facilidade as moléculas de gordura e eliminá-las através das fezes, diminuindo sua concentração nas paredes dos vasos sanguíneos.



pr

Coma mais alimentos que possuam ácidos graxos polinsaturados (como os ômegas 3, 6 e 9).

Eles também ajudam a diminuir os níveis de colesterol ruim no organismo, ao mesmo tempo que aumentam o colesterol bom.

Muitos alimentos têm essa capacidade natural de reduzir o LDL, portanto, dê maior preferência à esses no momento em que for ao supermercado.

Por último, deve-se promover a limpeza do fígado (o colesterol é produzido no fígado) através da ingestão regularmente de chás com ervas medicinais (vide chá para gordura do fígado)

O que comer:

Dê preferência para os alimentos feitos em casa.

Se render à um congelado pode ser mais prático, mas esses são os maiores vilões da alimentação saudável.

Adote o hábito de ler os rótulos dos produtos comprados e evite aqueles que já vem “prontos”.

baixar e glicose e emagrecer

Além do sabor ser melhor, o índice de gorduras é muito menor.

Para baixar o colesterol, invista nos alimentos que são considerados pobres em gordura, como:

  • Produtos feitos como farinhas integrais (pão, arroz e massas). Consuma todos os dias.
  • Dê preferência aos grãos (feijão, lentilhas e soja). Consuma 2 vezes por semana.
  • Coma mais sementes (amêndoa, avelã e nozes). Observe para não passar de 5 unidades por dia, ou o efeito será negativo.
  • Leites magros (desnatado), queijo branco (ricota ou cottage) e iogurte light.
  • Coma peixe pelo menos 2 vezes por semana.
  • Coma mais frutas (cerca de 2 ou 3 por dia). Frutas são um eliminador natural de gorduras do sangue.

Faça a dieta integrando esses itens e logo os seus níveis de colesterol terão baixado significativamente.

Abaixo, deixaremos algumas receitas de dieta, que são fáceis de se adaptar ao dia a dia e que são muito saborosas.

Receitas:

Antes de ler as opções de dieta que disponibilizamos à você, vale um aviso importante: o controle do colesterol deve ser feito sempre com o acompanhamento de um médico.

Já falamos que ele, em si, não é um vilão e que sua presença no organismo é bastante importante.


Por isso, não faça essa redução por si só, apenas com o intuito do emagrecimento.

Procure um profissional responsável, que irá lhe orientar sobre quais são as melhores formas de alcançar seu objetivo.

Cardápio 1:

  • Café da manhã: 1 copo com leite desnatado sem lactose (que apresente ômega 3), 2 fatias de pão tipo integral sem glúten e 1 colher do tipo chá com geleia light.
  • Lanche: 200 ml de suco integral de uva (não pode ser adoçado!).
  • Almoço: Purê de batatas acompanhando peixe cozido (lembre-se: fritura não!). Você também pode optar por 200g de macarrão integral sem glúten (com molho de tomate feito em casa) e peito de peru grelhado com espinafre.
  • Lanche da tarde: 1 iogurte natural (não saborizado) com 1 colher do tipo sopa com cereais integrais (não vale cereal matinal, cheio de açúcares).
  • Jantar: Aspargos refogados com frango cozido e salada de alface (cuidado com o excesso de temperos prontos com alto teor de sódio). Você também pode optar por souflê de abóbora com peixe grelhado (apenas com cebola e alho).
  • Ceia: 1 xícara de chá sem açúcar.

gestante com chá para baixar

Cardápio 2:

  • Café da manhã: 1 copo com leite desnatado sem lactose com café e adoçante a base de stévia. Torradas integrais sem glúten (no máximo 2 unidades) com requeijão tipo light sem lactose (1 colher das de sopa). 6 unidades de morangos.
  • Lanche: Meio mamão Papaia + 3 sementes à sua escolha (lembre-se de que já comeu 3 unidades agora).
  • Almoço: Salada de Rúcula, Tomate e Manjericão (esses três têm propriedades que baixam a absorção de colesterol). Arroz integral e feijão branco (4 colheres do tipo sopa para o primeiro e 3 colheres do tipo sopa para o segundo. Lembre-se de que o feijão é sem adição de carnes e/ou bacon). Filé de frango grelhado com cenouras sauteé e, de sobremesa, 1 unidade de laranja (coma o bagaço. Ele ajudará seu intestino a funcionar melhor).
  • Lanche da tarde: 1 copo de suco de laranja com meio copo de granola.
  • Jantar: Sopa de espinafre (o espinafre é um poderoso aliado no combate do colesterol ruim) com 1 fatia grossa de queijo branco sem lactose (dica: quanto mais amarelo o queijo, mais gordo ele é). De sobremesa, uma fruta.
  • Ceia: 1 copo de leite desnatado sem lactose com meio copo de granola.
Loading...

Cardápio 3:

  • Café da manhã: 1 copo com suco de laranja. 1 unidade (pequena) de pão integral sem glúten, recheado com 1 colher do tipo sopa de cream cheese sem lactose.
  • Lanche: 2 fatias de Abacaxi médias + 3 sementes à sua escolha.
  • Almoço: Salada verde (alface, agrião, rúcula). 2 unidades de panquecas de espinafre com ricota e molho de tomate caseiro (feito em casa e não utilizar o processado industrialmente!!). De sobremesa, 1 pêra.
  • Lanche da tarde: 1 copo com suco de laranja e três unidades de cookie (integral).
  • Jantar: Salada verde, meia abobrinha e meia berinjela. 4 torradas de pão integral sem glúten com 1 fatia fina de ricota sem lactose e 1 copo (200 ml) com suco de maracujá natural.
  • Ceia: 1 copo com leite desnatado sem lactose com meio copo de granola.

Para conhecer outras dietas com receitas e cardápios: Veja bem aqui

Clique aqui para conhecer a dieta vegetariana, o que é, para que serve e benefícios


Recomendado para você:

Loading...


Política de Privacidade


Alimentação
Receitas
Frases, Mensagens e Imagens
Cachorros e Raças
Emagrece ou Engorda?
Shake
Suplementos
Tattoos
Esportes

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5.00 de 5)
Loading...