AVC: Sintomas, Tratamento, Sequelas e Tipos de. Tem cura?

medicamento hemorrágico parada cárdiaca exercícios de reabilitação

Veja os sintomas, tratamento, sequelas e tipos de AVC. Fisioterapia ajuda como evitar um AVC?

O que é

Acidente Vascular Cerebral (AVC), mais conhecido como derrame cerebral é a causa mais comum de incapacitação entre homens e mulheres em todo o mundo, e quem sofreu AVC vai precisar de tratamento e assistência por um longo período de tempo.
Ter conhecimento sobre os sinais que acompanham o derrame é a melhor maneira de preveni-lo.
A rápida identificação desses sinais e o pronto encaminhamento a uma unidade hospitalar fará a diferença, pois, a lesão que o cérebro pode sofrer dependerá de quão rápido for este atendimento.
E quais são os sintomas do AVC ?
Os sinais do acidente vascular cerebral acontecem muito de repente. E podem se apresentar sob um conjunto de sintomas.
Os primeiros sinais de que o indivíduo pode estar tendo um AVC é o adormecimento facial ou mesmo a sua paralisação, assim como dormência no braço ou perna em apenas um lado do corpo.
Outros sintomas bem característicos são: alterações significativas da visão, ou mesmo perda da visão em apenas um olho; sensação de visão dupla ou sombreamento repentino. Há sinais de tontura, falta de coordenação e força ao caminhar e grave desiquilíbrio podendo ser sucedido por queda brusca.

Também podem surgir outros sinais como: dificuldade para engolir, falar; assim como dores de cabeça contínuas e severas.

É bom que se esclareça também as diferenças entre AVC e infarto.

Sintomas como dor no peito aguda que se irradia para os braços; falta de ar; náuseas e suor frio são os sintomas mais característicos de um infarto.



Diferente do AVC, cujos sintomas, como já mencionados, são a perda súbita de força muscular, dificuldade ao falar, tonturas e dormência em um dos lados do corpo.

Tipos de AVC

Há dois tipos de AVC, o tipo isquêmico e o tipo hemorrágico.

Acidente Vascular Cerebral Isquêmico (AVCI)

Acontece por consequência de falta de sangue em parte do cérebro, devido à obstrução de uma artéria. No caso de obstrução arterial as células cerebrais, sem oxigênio e glicose podem perecer. Este é o tipo mais comum e acontece geralmente em pessoas com mais idade.

Acidente Vascular Cerebral Hemorrágico (AVCH)

Acontece por consequência de sangramento relacionado ao rompimento de algum vaso sanguíneo. E umas das causas deste tipo de AVC pode ser um aneurisma cerebral, ou seja, uma atípica dilatação na parede arterial que acaba se rompendo por esforço físico ou, em razão de pressão alta.

prevenção tratamento derrame cerebral alimentos que evitam chá para

diminuidor

Os fatores de risco de ACVH são: aneurisma na família, hipertensão, colesterol e triglicerídeos com alterações, fumo e diabetes.

Sequelas

Todos os que tiveram AVC acabam tendo que lidar com alguma sequela ou incapacidade. Mesmo não havendo recuperação dos danos cerebrais, a fisioterapia pode melhorar significativamente a capacidade motora e muscular, o que vai contribuir muito para a qualidade de vida do paciente.

Além disso, estímulo à comunicação e cognição são fundamentais para a readaptação de quem sofreu AVC. A fisioterapia deve começar logo após o derrame, assim, o paciente poderá recuperar mais cedo e com mais qualidade o equilíbrio, a fala e demais movimentos perdidos.

Clique aqui agora para ver tudo sobre Cirurgia geral, vasectomia e plástica abdominoplastia