Mioma: Subseroso, Intramural, Submucoso e na Gravidez!



Veja o que é Mioma subseroso, intramural, submucoso e na gravidez.

O que é

O mioma (também chamado de fibroma) é um tumor benigno – isto é, as células não estão dotadas da malignidade capaz de produzir metástases em outros órgãos – presente no útero.

É causado principalmente por desarranjos hormonais (relacionado especificamente ao hormônio estrogênio) que promovem a formação de verdadeiros emaranhados de fibras musculares, originando os tumores.

À medida que o tumor cresce, pode ocorrer alteração do formato do útero.

Existem alguns fatores que tornam proporcionalmente maiores as chances do desenvolvimento do fibroma, como por exemplo a obesidade e o fato de não ter filhos.

Não há registro da ocorrência de fibroma antes da primeira menstruação.

Miomas intramurais crescem e ficam na parede do útero.

Sintomas

Em geral esses tumores benignos são assintomáticos e por esse motivo acabam sendo descobertos acidentalmente, durante a realização de exames ginecológicos de rotina.

No entanto, dependendo da complexidade do caso, ou seja, dependendo da localização do tumor no sistema reprodutor feminino e de seu tamanho, alguns sintomas podem se manifestar, como por exemplo dores na região do abdome e na região lombar, sangramento incomum no útero, sensação de pressão na bexiga, dificuldades para urinar e irregularidades na menstruação.

Tratamento

Por se tratar de um tumor, deve-se ressaltar que não há um medicamento específico que leve ao seu desaparecimento.

É fato que existem drogas no mercado farmacêutico capaz de conter o crescimento e até fazer o tumor regredir temporariamente.

Entretanto, os efeitos colaterais causados pela administração dessas drogas faz com que esse tipo de tratamento não seja o mais aconselhável.

Em geral, recomendam-se métodos cirúrgicos para o tratamento do fibroma.

É claro que varia de mulher para mulher em tamanho, localização e gravidade.

Dessa forma, é justo que hajam diferentes métodos cirúrgicos para tratamento do fibroma.

Nos casos em que existem poucos fibromas, faz-se a retirada dos tumores e preservação do útero.

Em casos mais radicais, pode ser necessária a cirurgia que remove o complexo uterino por completo, chamada de histerectomia.

Essa intervenção, mais radical, deve levar em conta um desejo futuro de gravidez  e demais decisões pessoais da mulher.



Outros problemas ginecológicos

Evidentemente que o mioma não é o único problema de saúde que acomete o aparelho ginecológico das mulheres.

transmural sangramento anormal infertilidade distorce cavidade uterina dor pelvica abortamento

Comumente o fibroma é confundido também com pólipos e com cistos.

Pólipo é o nome que recebe a estrutura formada a partir do crescimento e projeção inesperados do endométrio, tecido que reveste o útero.

Também são geralmente benignos assim como o mioma, e não são transmitidos de pessoa para pessoa.

Já os cistos formam-se a partir do acúmulo de secreção de uma determinada glândula uterina, chamada glândula de Naboth.

Essa secreção acaba envolvida por uma fina camada semelhante à pele, formando um cisto arredondado.

Os cistos em geral também são benignos, mas apenas o procedimento de biópsia pode esclarecer a natureza do tumor.

Outra doença bastante comum relacionada ao aparelho ginecológico da mulher é a endometriose.

A endometriose faz referência a um quadro clínico no qual o endométrio cresce em demais regiões do corpo que não o útero, como por exemplo os ovários,no intestino e na bexiga.

Ainda não se compreendem bem as causas da doença, mas esta pode ter relação com um sistema imunológico que apresenta deficiências – não é capaz de destruir as células endométricas que crescem e se desenvolvem em outra localidade.

Há também um outro tipo específico de mioma, conhecido como Teratoma, que é um tumor benigno (por ser um mioma) composto por tecidos desenvolvidos a partir dos 3 folhetos embrionários – ectoderme, mesoderme e endoderme.

Por esse motivo, o tumor pode apresentar tecidos específicos presentes nos organismos, podendo-se inclusive identificar teratomas com cabelo e dente.

Em geral, os problemas ginecológicos são diagnosticados por exames de imagem ou exames de rotina.

Veja online várias fotos do fibroma.

Daí a importância da consulta regular da mulher com um especialista.

Em caso de dúvidas, procure um médico.

Clique aqui agora para ver as causas, sintomas e consequências da Obesidade no Brasil