Câncer de Mama: Sintomas, Tratamento e Tipos. Outubro Rosa?

estruturas produtoras de leite lóbulos ductos pequenos canais que ligam os lóbulos ao mamilo gordura tecido conjuntivo vasos sanguíneos vasos linfáticos

Veja os sintomas, tratamento, prevenção e tipos de Câncer de mama. O que significa Outubro Rosa?

O que é

Antes de falar sobre um típico específico de câncer, como é o caso de câncer na mama (ou de mama), é válido discutir sobre o que é o câncer em si.
O câncer, de acordo com a definição do INCA – Instituto Nacional do Câncer, faz referência a uma classe de pelo menos 100 tipos de doenças, que tem como característica comum e principal a multiplicação desordenada de células que passam a invadir órgãos e tecidos, danificando-os funcionalmente.
Note que a circulação dessas células pelo corpo pode fazer com o que o câncer acometa outras regiões que não a inicial, ou seja, onde o câncer foi descoberto primariamente.
É uma doença de difícil diagnóstico e em virtude disso, difícil tratamento.

O câncer de mama, por sua vez, é o tipo de câncer que se desenvolve na mama em decorrência de alterações genéticas nas células da região, fazendo com que estas cresçam desordenadamente de forma a comprometer o desempenho do tecido saudável.

É o tipo de câncer mais comum nas mulheres.

No Brasil, dados do Ministério da Saúde indicam que a cada 100 mil mulheres, 52 possuem câncer de mama.

Causas

nodulo unico endurecido eritema na pele secrecao sanguinolenta pelo mamilo

Por se tratar de um tipo de câncer, existe uma vastidão de fatores internos e externos ao organismo que podem propiciar o aparecimento e desenvolvimento do câncer.

Dentre os fatores externos podem-se citar características relacionadas ao meio ambiente (como radiação e outros agentes mutagênicos, ou seja, aqueles que promovem mutações), aos hábitos e costumes do paciente.

Sabidamente, o fumo, a exposição a produtos químicos e consumo de alguns alimentos propiciam o aparecimento de câncer.

Fatores de risco

O câncer em geral tem forte relação com a hereditariedade.

Ou seja, casos de câncer de mama na família indicam que os descendentes dos pacientes tem maior probabilidade de desenvolvimento da doença.

Mulheres na faixa etária 40-69 anos também tem maior probabilidade de apresentar a doença, visto os níveis altos de estrógeno no corpo a partir dessa idade.

Além disso, colesterol alto, obesidade e tumor de mama anterior podem indicar possibilidades de desenvolvimento da doença.

Fotos

Entre as várias encontradas online escolhemos a mostrada acima.

Sintomas

Em estágio inicial não dói e é assintomático em geral.

Por esse motivo, faz-se extremamente necessário o acompanhamento regular da saúde das mamas através da realização da mamografia, para que se detectem cânceres no início de sua formação, quando o tratamento apresenta um prognóstico positivo proporcionalmente maior.

A partir de um determinado tamanho, mais precisamente o tamanho a partir do qual o nódulo pode ser percebido, surgem alguns sintomas, que progridem em intensidade e gravidade de acordo com o desenvolvimento da doença.

São sintomas de câncer de mama maligno aspecto avermelhado da pele, alteração na forma das mamas, feridas abertas na mama e surgimento de nódulos nas axilas.





Tratamento

O tratamento obviamente vai depender do tipo de câncer, bem como de suas especificações de extensão, localidade, receptores hormonais e presença ou não de metástases (quando o câncer se espalha da mama para outras regiões do corpo).

O tratamento desta enfermidade perpassa obrigatoriamente pela retirada do nódulo.

No entanto, não é incomum ter de associar demais tratamentos mais agressivos à cirurgia de retirada do tumor maligno.

Como medidas de tratamento, são comumente usadas técnicas de quimioterapia e radioterapia.

Clique aqui agora para ver os outros tipos de Câncer

pr