Câncer de Mama: Sintomas, Tratamento e Tipos. Outubro Rosa?



Veja os sintomas, tratamento, prevenção e tipos de Câncer de mama. O que significa Outubro Rosa?

O que é

Antes de falar sobre um típico específico de câncer, como é o caso de câncer na mama (ou de mama), é válido discutir sobre o que é o câncer em si.

O câncer, de acordo com a definição do INCA – Instituto Nacional do Câncer, faz referência a uma classe de pelo menos 100 tipos de doenças, que tem como característica comum e principal a multiplicação desordenada de células que passam a invadir órgãos e tecidos, danificando-os funcionalmente.

Note que a circulação dessas células pelo corpo pode fazer com o que o câncer acometa outras regiões que não a inicial, ou seja, onde o câncer foi descoberto primariamente.

É uma doença de difícil diagnóstico e em virtude disso, difícil tratamento.

O câncer de mama, por sua vez, é o tipo de câncer que se desenvolve na mama em decorrência de alterações genéticas nas células da região, fazendo com que estas cresçam desordenadamente de forma a comprometer o desempenho do tecido saudável.

É o tipo de câncer mais comum nas mulheres.

No Brasil, dados do Ministério da Saúde indicam que a cada 100 mil mulheres, 52 possuem câncer de mama.

Causas

Por se tratar de um tipo de câncer, existe uma vastidão de fatores internos e externos ao organismo que podem propiciar o aparecimento e desenvolvimento do câncer.

Dentre os fatores externos podem-se citar características relacionadas ao meio ambiente (como radiação e outros agentes mutagênicos, ou seja, aqueles que promovem mutações), aos hábitos e costumes do paciente.

Sabidamente, o fumo, a exposição a produtos químicos e consumo de alguns alimentos propiciam o aparecimento de câncer.

Fatores de risco

O câncer em geral tem forte relação com a hereditariedade.

Ou seja, casos de câncer de mama na família indicam que os descendentes dos pacientes tem maior probabilidade de desenvolvimento da doença.



Mulheres na faixa etária 40-69 anos também tem maior probabilidade de apresentar a doença, visto os níveis altos de estrógeno no corpo a partir dessa idade.

Além disso, colesterol alto, obesidade e tumor de mama anterior podem indicar possibilidades de desenvolvimento da doença.

Fotos

Entre as várias encontradas online escolhemos a mostrada abaixo:
nodulo unico endurecido eritema na pele secrecao sanguinolenta pelo mamilo

Sintomas

Em estágio inicial não dói e é assintomático em geral.

Por esse motivo, faz-se extremamente necessário o acompanhamento regular da saúde das mamas através da realização da mamografia, para que se detectem cânceres no início de sua formação, quando o tratamento apresenta um prognóstico positivo proporcionalmente maior.

A partir de um determinado tamanho, mais precisamente o tamanho a partir do qual o nódulo pode ser percebido, surgem alguns sintomas, que progridem em intensidade e gravidade de acordo com o desenvolvimento da doença.

São sintomas de câncer de mama maligno aspecto avermelhado da pele, alteração na forma das mamas, feridas abertas na mama e surgimento de nódulos nas axilas.

Tratamento

O tratamento obviamente vai depender do tipo de câncer, bem como de suas especificações de extensão, localidade, receptores hormonais e presença ou não de metástases (quando o câncer se espalha da mama para outras regiões do corpo).

O tratamento desta enfermidade perpassa obrigatoriamente pela retirada do nódulo.

No entanto, não é incomum ter de associar demais tratamentos mais agressivos à cirurgia de retirada do tumor maligno.

Como medidas de tratamento, são comumente usadas técnicas de quimioterapia e radioterapia.