Autismo: Características, Causas, Diagnóstico e Tipos!



Veja as características, causas, diagnóstico, tratamento e tipos de Autismo como o leve e infantil.

O que é

Se caracteriza como um distúrbio neurológico, sendo um dos três tipos de distúrbios desta doença , que conta também com a Síndrome de Asperger e Transtorno Global do Desenvolvimento sem outra especificação.

Manifesta-se logo nos primeiros anos de vida, e é notada pelos pais logo na fase infantil, através das dificuldades de sociabilização da criança, dificuldades de comunicação oral e de linguagem corporal, com um comportamento que comumente é restrito a poucas reações e atividades, realizadas de maneira repetitiva pelo paciente.

Muitas vezes esta doença leva a problemas de aprendizagem, impactando no processo de educação do paciente.

Causas

É um distúrbio extremamente complexo, que conta com uma série de singularidades e sinais bem característicos.

Não se sabe exatamente as causas deste transtorno neuropsiquiátrico.

Diz-se atualmente que está associado a fatores genéticos combinados com fatores ambientais.

Sintomas

Apresenta sinais e sintomas bastante peculiares, que envolvem a dificuldade de inserção do paciente no ambiente social, comportamentos pautados por ações restritas como interesse por apenas uma atividade em específico e que são realizadas de maneira repetitiva e imutável.

Pode haver ainda episódios de automutilação e a realização de movimentos bruscos com a cabeça e as mãos.

O autismo também envolve a ritualização de atividades diárias, de modo que o paciente realiza um mesmo ritual diário para a prática de determinada atividade e há ainda o apego desmedido a um determinado objeto.

Tratamento

Não tem cura; logo, o tratamento envolve principalmente métodos profiláticos que visam promover uma verdadeira reabilitação do paciente através da sua inserção no meio social para desenvolvimento de sua sociabilidade.

Ao tratamento associam-se medidas de fisioterapia e fonoaudiologia, para que se tornem proporcionalmente melhores as capacidades de expressão em fala e em linguagem corporal.

Esta doença é tratável pelo uso de medicamentos, mas alguns reflexos da doença como ansiedade crônica, irritabilidade, hiperatividade e surtos são.

Síndrome de Asperger

A Síndrome de Asperger é uma condição neurológica e psicológica que faz parte da abrangência desta doença.

Assim como o autismo, a Síndrome de Asperger também causa dificuldades na sociabilização do paciente e no desenvolvimento de sua linguagem corporal e ainda reflete comportamentos extremamente repetitivos.



extremo isolamento ausencia de interação perda do contato do iindividuo com a realidade

Alguns comportamentos podem ser úteis para o diagnóstico da síndrome, como não atraso no desenvolvimento da linguagem (característica que difere crucialmente o autismo clássico da Síndrome de Asperger) e inaptidão para atividades físicas.

As causas da síndrome são apontadas como predominantemente genéticas, embora não haja um consenso sobre quais fatores exatamente levam ao desenvolvimento do quadro.

A semelhança entre as duas desordens do espectro autista torna extremamente difícil o diagnóstico e a diferenciação entre as duas doenças.

O Transtorno Global do Desenvolvimento sem outra especificação

O quadro de Transtorno Global do Desenvolvimento sem outra especificação caracteriza um diagnóstico mais geral, no qual sabe-se que o paciente sofre de alguma desordem do desenvolvimento relacionado ao espectro autista, mas não há uma posição conclusiva se o paciente sofre deste transtorno neuropsiquiátrico ou de Síndrome de Asperger, o que se deve em parte às semelhanças que as doenças apresentam.

Incidência na população

Há uma grande dificuldade em estabelecer medidas estatísticas confiáveis sobre a incidência dessa desordem neurológica na população.

Essa dificuldade se deve em parte ao difícil diagnóstico da doença.

Muitas vezes o senso comum faz as pessoas pensarem que esta doença extremamente debilitante e que incapacita o paciente, o que não corresponde com a verdade.

Existem casos famosos que mostram que a presença da desordem não inviabiliza o desenvolvimento de capacidades do organismo.

A partir de dezembro de 2007, a ONU (Organização das Nações Unidas) tornou oficial o dia 2 de abril como o Dia Mundial da Conscientização do Autismo.

Tal iniciativa visa trazer ao debate as reais implicações da doença na vida do paciente, alertar sobre os sinais do autismo na infância e livrar de visões preconceituosas os pacientes diagnosticados com algum transtorno do espectro autista.

Clique aqui agora para ver as causas, sintomas e tipos de Câncer