Nimesulida: Para que Serve, Bula, Efeito Colateral e Preço



Conheça a Nimesulida. Veja a bula e efeitos colaterais, além de preço e onde comprar!

O que é

É o princípio ativo que age como analgésico, antiinflamatório e antipirético.

Para que serve?

Ela é utilizada no tratamento de:

-Osteoporose;

-Artrite reumatoide;

-Osteoartrite;

-Doenças do tecido conectivo;

-Espondilite anquilosante;

-Lesões musculares;

-Dismenorreia primária e anexite;

-Cervicalgia;

-Inflamações do nervo ciático;

-Lombalgia;

-Nevralgia cérvico-braquial;

-Dores e inflamações ocorrentes após a cirurgia;

-Sinusite;

-Otite;

-Indicado também para dor de garganta e outras inflamações de garganta como a amidalite e a faringite;

-Inflamação no dente e para dor de dente;

-Tratamento de contusões, distensões e torções, onde provoca inflamação da musculatura, dos ligamentos e tendões.

tomar com alimento

Encontra-se nas versões gotas com frasco de 15ml e de 50mg e suspensão oral de 10mg com 60ml, supositório de 100mg (indicados mais para uso pediátrico a em crianças com mais de um ano), comprimido com caixas de dez, doze, quinze, trinta unidades, com 50mg, 100mg, 200mg, 400mg e 500mg, além de se encontrar na forma gel de 20mg, 30mg e 40mg, onde é mais utilizada para contusões, pancadas e torções.

Este fármaco é o nome do princípio ativo, você encontra esse medicamento fabricado por vários laboratórios, onde pode se encontrar pelo nome comercial como nome do princípio ativo, assim como o genérico, que vem escrito apenas com seu próprio nome e com um “G” bem grande na parte de baixo.

Os similares, tem outras substâncias como princípio ativo, por exemplo, o diclofenaco de sódio, mas que tem a mesma finalidade, então, cuidado com os similares na hora de comprar.

O preço desse medicamento varia de R$5,00 a R$50,00, dependendo da forma, quantidade, dosagem e laboratório fabricante.

Composição

Consideraremos dois dos mais usados: em gotas e em comprimidos.

Comprimido

Nas gramagens de 100mg, 200mg, 400mg e 500mg, de acordo com a dosagem indicada na embalagem, revestidos com excipientes de estearato de magnésio, lactose monoidratada, docusato de sódio, celulose microcristalina, amidoglicolato de sódio, óleos vegetais e hiprolose.

Gotas

50mg, ou 100mg, ácido cítrico, lactose monoidratada, metilparabeno, citrato de sódio diidratado, propilparabeno, sorbitol, laurilsulfato de sódio, aroma, goma xantana, água e sacarose.

Posologia

É indicado a ingestão de gotas, comprimidos (sejam comprimidos revestidos ou granulados) e suspensão oral, logo depois das refeições.



Sua dosagem mais usada é de um comprimido a cada doze horas (duas vezes ao dia), não ultrapassando 200mg por dia, salvo quando o médico passa com dosagem maior, como por exemplo, comprimido com 400mg.

O uso em gotas e suspensão oral, varia de acordo com o peso da pessoa, ou criança.

A pomada, ou gel, deve ser passada na região afetada de duas a três vezes ao dia.

O supositório deve ser aplicado somente um via retal, duas vezes ao dia, no máximo.

É importante tomar esse medicamento mediante prescrição médica, para evitar superdosagem e danos colaterais.

Contraindicações

Pacientes que contenham algum tipo de alergia a este fármaco, ou qualquer outro componente desse medicamento, ou até mesmo a outros antitérmicos, analgésicos e anti-inflamatórios de outras substâncias não esteroides, não devem usar, assim como pessoas com doenças hepáticas e insuficiência renal grave, ou crônica, gestantes.

Mulheres que estão amamentando, que tenham hemorragias gastrointestinais e ulcerações recorrentes, úlcera péptica em faze ativa, possuam insuficiência cardíaca grave, distúrbios de coagulações, uso simultâneo com outros medicamentos tópicos, locais com lesões que estejam infeccionadas, ou com a pele rachada.

Menores de doze anos e maiores de sessenta e cinco, ou setenta anos, não é indicado o seu uso.

tomar sem alimento

diminuidor

Efeitos colaterais

Pode ocorrer náuseas, vômito, diarreia, vermelhidão na pele, coceira, intestino preso, gases, suor excessivo, tontura, vertigem, gastrite, edema, pressão alta, dermatite, pele do corpo avermelhada, pesadelo, nervosismo, ansiedade, visão manchada ou borrada, calor, pressão arterial variante (destabilizada, podendo subir, ou descer rapidamente), hemorragias, sangramento na urina, dor na hora de urinar, retenção urinária, mal estar, anemia, aumento de potássio na corrente sanguínea, fraqueza no corpo.

Ainda existem outros tipos de reações que o medicamento pode causar, mas são casos raríssimos, onde menos de 0,01% da população mundial, pode chegar a ter.

No entanto, vale lembrar que esse medicamento é indicado para tratamento de sete a quinze dias, onde é o suficiente para surtir efeito em casos menos graves, como uma dor de garganta, por exemplo, ou uma torção, ou contusão.

Em casos mais graves, fica a critério médico, onde o mesmo avaliará com exames, os riscos e benefícios que o medicamento trará.

Superdosagem

Caso ocorra uma superdosagem do medicamento o paciente deve procurar a emergência hospitalar o mais rápido possível, levando a bula, ou embalagem do medicamento, que também indicará a gramagem de cada comprimido, para que os médicos possam tomar as providências necessárias para tratar.

Clique aqui para retornar à nossa seção de medicamentos caseiros, naturais, manipulados e industrializados.