Dieta da USP: Como Fazer Passo a Passo, Cardápio e Receitas



Veja passo a passo o que comer, como fazer a Dieta da USP para emagrecer em poucos dias com nossos cardápios e receitas!

alimentos permitidos
Desde a década de 90, quando começou a circular na sociedade a criação da dieta da USP (Universidade de São Paulo), as pessoas passaram a ficar eufóricas com a mesma e passaram a utilizá-la com determinada frequência. É bastante compreensível porque na verdade as pessoas querem exatamente aquilo que a dieta promete: perder peso com saúde e de forma rápida.

Com todo o burburinho pela internet em diversos sites, blogs e no YouTube, resolvemos procurar saber do que realmente se trata e como é estruturada essa famosa dieta, e expor aqui para nossos leitores o que encontramos. Devido ao grande número de depoimentos no Youtube podemos ao menos ficar interessados nesse programa de perda de peso e ver que o mesmo já ao menos funcionou para diversas pessoas, que supostamente o seguiram corretamente.

Assim como qualquer outro programa alimentar, não é recomendável “encurtar o caminho” e começar a dar desculpas e iniciar um processo de apenas “algumas concessões” durante o decorrer do processo. Assim como pode ser visto nos vídeos do Youtube do link acima, é bastante importante se manter na linha ao longo dos dias em que estiver se alimentando segundo o seu plano.

Nesse artigo, conheça um pouco mais sobre a dieta da USP, como utilizá-la sua avaliação e sua ação sobre o seu corpo e o seu organismo. Confira!

1 – As diversas faces de uma mesma dieta

A primeira coisa que você precisa saber é que a USP nunca confirmou que a referida dieta tenha surgido dos seus laboratórios de pesquisa. Mas, apesar disso, é fato que existe uma dieta original e outras variáveis que levam seu nome, mas são apenas desdobramentos da mesma. Sejam essas ou aquelas, o fato é que a instituição não aconselha a execução, e se você realmente estiver cogitando fazer uso desta dieta, sempre consulte com o seu médico primeiramente.

Existem alguns cuidados básicos que devem ser tomados e que iremos explicar mais adiante. Antes, porém, compreenda como funciona a dieta da USP.
ovo cozido com gema

diminuidor

2 – Funcionamento da dieta

A dieta da USP tem prazo de execução de sete dias (uma semana), podendo ser prorrogada por mais sete, prazo que que é considerado o máximo para ela. Mas algumas pessoas a apelidam também de “dieta dos 4 dias”. Por quê? Porque ela aparentemente apresenta resultados já visíveis em apenas 4 dias de execução. Claro que isso depende não somente de boa vontade. É necessário considerar a responsabilidade com a dieta e também as questões referentes ao organismo, como o metabolismo, que é a capacidade de funcionamento e de queimar gorduras e calorias (o que varia, claro, de pessoa para pessoa). Como ela age para chegar a esses resultados tão rápidos? É o que iremos lhe mostrar agora!

3 – Uma dieta hipocalórica



Anúncios por Copacet

A dieta da USP está no rol das dietas hipocalóricas. Mas o que significa isso? Significa que ela consiste em consumir uma quantidade reduzida de calorias no decorrer do dia. Bastante reduzida! Foi devido a isso que muitas pessoas passaram a executá-la através do consumo de sopa (dieta da sopa), suco (dieta do suco), melancia (dieta da melancia) e diversas outras que surgiram como desdobramentos dela. Dessa maneira, espera-se que com uma menor ingestão de calorias, a pessoa rapidamente perca gordura e diminua o peso.
 
Nesse caso, também precisamos deixar claro que ela é uma dieta restritiva, daquelas que impõem restrições a determinados alimentos tendo em vista a possibilidade reduzir peso e, consequentemente, medidas. Essa é um dos motivos pelo qual muitos profissionais da área da saúde não aconselham a utilização da dieta.



sopa para emagrecer rapido

4 – O perigo das dietas restritivas

Por que os especialistas em saúde no geral têm sérias restrições às dietas restritivas? Exatamente porque elas não possuem os elementos indispensáveis para conferir credibilidade e segurança à sua execução. O receio é que as pessoas pensem que será fácil reduzir o peso através da utilização delas e termine exagerando, chegando assim a desenvolver patologias como a anorexia e a bulimia.
 
E é exatamente isto que podemos ver na ‘Dieta da USP’ e algumas de suas diversas variáveis que se vê por aí. Por ser uma dieta que tem por base o autocontrole físico e emocional e a capacidade de agir de maneira planejada por alguns dias apenas. Em algumas destas dietas, a chave da alimentação se baseia em diminuir os níveis de calorias e aumentar a ingestão de proteínas e gorduras. E esse é um passo que fica muito bem definido: a pessoa é direcionada para o consumo de ovos e bastante frutas e verduras para ajudar a amenizar a falta que a caloria faz no organismo. Existem depoimentos de pessoas que juram que a dieta da USP emagrece mesmo mas também alertam que o mesmo só ocorre desde que todos os passos sejam seguidos corretamente do início ao fim, inclusive o prazo, que, conforme já mencionamos, jamais pode ultrapassar os 14 dias (duas semanas).

Ovo cozido com gema e cenoura salada

5 – Dicas

Além do corte de calorias, é importante que você tenha claro na sua mente que precisa aderir a uma dieta com alimentação balanceada aliada à prática de atividades físicas (como basicamente em qualquer outro plano alimentar). Por isso, anote algumas dicas interessantes que não se pode esquecer para ter sucesso no processo de perda de peso e redução de medidas:



Anúncios por Copacet

– As ervas que você pode consumir durante a dieta são: chicória, alface e agrião.
– É aconselhável fazer ao menos trinta minutos de caminhada por dia.
– Não caia na bobagem de fazer substituições de alimentos e nem de trocá-las de horário no decorrer do dia. A ideia principal é justamente seguir o plano à risca, afinal de que adianta alterar os alimentos e horários?
– Água, chá e café sem açúcar estão liberados. Aproveite para beber o dia inteiro e assim ajudar a manter a sensação de saciedade.
– Se programe para uma dieta de sete dias e depois, se for realmente necessário, estenda-a por mais sete. Psicologicamente isso vai lhe ajudar a alcançar resultados com mais agilidade e eficiência. Mas obviamente, consulte-se antes com o seu médico, por que a própria universidade não aconselha tal dieta e por ser um programa hipocalórico, pode causar diversos danos a sua saúde!

6 – O que as pessoas dizem

Os depoimentos sobre a dieta da USP são diversos e em geral positivos, como podemos ver aqui. Desde pessoas normais como as (anônimas) donas de casa até celebridades. As pessoas que já a utilizaram são geralmente convincentes em afirmar que a utilizariam novamente, caso fosse (ou seja) necessário, tamanho é o grau de satisfação que atingiram com seu procedimento.

E você, qual a sua experiência com a Dieta da USP? Quantos quilos você conseguiu perder, e em quantos dias ou semanas?

Se deseja uma dieta para perder barriga rápido, clique aqui.