Lhasa Apso: Personalidade, Características e Temperamento!



Lhasa Apso: personalidade, características, temperamento, cuidados, preço e preto e branco.

Introdução

A raça canina Lhasa Apso pertence ao grupo dos cães de companhia, mais especificamente de um grupo conhecido oficialmente como grupo dos cachorros não-esportistas.

Ao longo desse artigo, você perceberá claramente, por meio das características físicas e comportamentais, que o lhasa não se trata de um cachorro com estilo desportivo.

Além disso, nos preocuparemos em desmistificar alguns pontos, principalmente confrontando essa raça com uma outra raça bastante parecida fisicamente com lhasa: Shih-tzu.

Origem

A origem do Lhasa Apso apresenta algumas versões diferentes.

A mais aceita atualmente sugere que um cão com características parecidas com do Lhasa Apso habitava regiões geograficamente anexas à Malásia há mais ou menos 4 mil anos atrás.

A raça surgiu especificamente a partir de um cruzamento entre duas raças já existentes na época, o Spaniel e o Terrier Tibetano.

Se analisarmos o nome de uma das raças que gerou Lhasa, o Terrier Tibetano, logo temos um bom palpite de onde o lhasa é originário: seus primeiros aparecimentos ocorreram na região do Tibete, um local extremamente acidentado do ponto de vista geográfico e situado entre as cadeias de montanhas do Himalaia e a República Popular da China.

Uma outra curiosidade é que Lhasa, ou Lhassa, corresponde à capital política do Tibete, mais uma vez sugerindo a origem do animal.

O cão se tornou extremamente popular no Tibete. Vivia predominantemente nos mosteiros, os templos budistas, e os monges consideravam o Lhasa Apso um animal sagrado.

Devemos lembrar que a domesticação dos cães ocorreu para suprir algumas necessidades dos homens.

No caso do Lhasa, sua função era proteger as propriedades sagradas; o latido do animal teria a missão de alertar sobre algum perigo existente. Esse fato pode ser confirmado pela segunda parte do nome: Apso significa o cão guarda, que late sob perigo ou ameaça concreta.Algumas crenças foram construídas ao redor da raça, e o hábito de presentear pessoas com esse cão se tornou também bastante popular, pois ele era considerado como um amuleto, que poderia trazer sorte para o presenteado.

Como a raça era considerada sagrada, em princípio não se poderia adquirir o animal através de relações comerciais. Para ter um animal desse, apenas recebendo como presente. Se na época você recebia um Lhasa, significava dizer que você era muito benevolente e honesto.

teimoso

É um pouco difícil entender como um cachorro originário do Oriente veio parar nas nossas casas. O Lhasa chegou no ocidente próximo à primeira metade do século 20, provavelmente por presentes dados à pessoas importantes.

No Ocidente, de início, foi colocado no grupo dos Terriers junto com outras raças como Yorkshire Terrier, Bull Terrier, Schnauzer, Boston Terrier e Jack Russel Terrier.

Pouco tempo depois, convencionou-se que seria mais adequado colocar a raça no grupo dos cães não esportistas, pois se assemelhava mais com raças desse grupo do que com as do grupo dos Terriers.

Tamanha popularização que a raça enfrentou no Ocidente pode ser denotada com um exemplo bastante curioso: Maurício de Souza, autor brasileiro responsável pela criação das histórias da Turma da Mônica, fez questão de incluir um cachorro Lhasa na história.

Se você não se lembra, procure: o cão que Cebolinha tem pertence a esta raça.

Características físicas

É um cão com dimensões restritas, sendo portanto considerado de pequeno porte.



O tamanho varia de acordo com o sexo, mas um cão do sexo masculino deve ter um tamanho na faixa de 25 centímetros a 29 centímetros.

O peso do sexo masculino está geralmente na faixa de 6 quilos a 9 quilos. Para a fêmea, o tamanho é um pouco reduzido, podendo alcançar 27 cm de tamanho e peso aproximado de 7 quilos.

As cores são variadas – preto, dourado, branco e caramelo e os pelos crescem em grande quantidade, podendo inclusive tocar o solo.

A cabeça é pequena, mas os sentidos são extremamente apurados, como a própria audição. Não à toa esses cães eram utilizados para perceber ameaças: a audição desenvolvida torna possível a percepção de sons a grandes distâncias.

Temperamento

Por ser um animal de pequeno porte, construiu-se um senso comum de que são muito dóceis e amigáveis.

Não que não sejam, mas a definição está um pouco exagerada: se nos primórdios a raça era utilizada para proteção e aviso sobre ameaças, temos de convir que eles podem ser sim um tanto quanto ariscos e agressivos.

independente

Sua personalidade é de um cão em estado de alerta, corajoso e fiel ao dono. É pouco enérgico e não gosta muito de brincar.

Não se relaciona bem com animais que já moram com você, como cães ou até mesmo aves ou roedores. São cães inteligentes e que podem ser facilmente adestrados.

Mais detalhes sobre a raça

O preço de um filhote varia muito. A faixa média de preço é de 800 a 1400 reais. Esse valor máximo pode sofrer alterações, sobretudo se os progenitores do filhote tiverem alguma premiação em campeonatos de beleza.

Algo importante a ser discutido é a semelhança da raça Lhasa Apso com a raça Shih-tzu.

Primeiro ponto: o Lhasa surgiu antes do Shih-tzu; inclusive o Shih-tzu surgiu do cruzamento de Lhasa Apso com uma outra raça sobre a qual não se tem certeza ainda, sendo possivelmente o pug, originário da China.

Segundo ponto: embora hajam semelhanças físicas notórias, como o pêlo e os olhos, ambos tem características comportamentais diferentes. Isso porquê os cães foram criados com objetivos diferentes: enquanto o Lhasa era utilizado para alertar sobre perigos em territórios sagrados, o Shih-tzu era utilizado como cão de companhia.

Por isso, algumas dicas na hora da compra: evite comprar essas raças pela internet; algum vendedor pode tentar te ludibriar, e você vai acabar levando “gato por lebre”.

Exija o documento do animal, para a certificação da raça. Como citado, embora os animais se pareçam muito, os comportamentos são muito diferentes.

Além disso, Lhasa necessita de alguns cuidados específicos. O principal deles é o pêlo: deve ser escovado sempre que possível. O pelo grande pode causar acidentes ou favorecer infecções, por isso indica-se a realização de tosas higiênicas periódicas.

O Lhasa é um excelente cão de companhia, que late pouco e é fiel ao dono. Não é uma boa escolha se você recebe visitas frequentes, tem outros animais na casa ou mora em um local barulhento e movimentado.

Existem várias raças de cães, você deve escolher aquela que melhor se adapta ao seu estilo de vida, para garantir o seu bem-estar e também o do animal.

Veja online as fotos do tosado.

Clique aqui agora para ver o Lulu da Pomerânia mini, preto e branco

diminuidor